Eu não faço cosplay. Então vocês já sabem que o desabafo não é meu.

Mandy Caruso é uma estilista e ilustradora que mora em Nova York e participou da New York Comic Con neste fim de semana. Ela foi vestida de Gata Negra e vocês sabem bem como a Gata Negra se veste.

Então, Mandy foi toda trabalhada no decote e na roupa colada. Tirou fotos com várias pessoas que estavam por lá, conversou com outras e tudo seguia muito normalmente até que um grupo de uns quatro caras surgiu com uma câmera para gravar uma entrevista com ela. Com a câmera gravando, um deles começou:

- Estou aqui com…
- Mandy, a.k.a. Felicia Hardy, a.k.a. Gata Negra.
- E ela é GOSTOSA. Você acha que sou gostoso o bastante para usar isso?
- Hum, não tenho certeza, nunca te vi fantasiado.
- Eu tenho uma bela bunda. Vai, me dá um tapa.
-(olha para aquela bunda enorme a poucos centímetros dela, então olha para a câmera com cara de “sério isso?”) Não, valeu. Eu posso te machucar. Sou mais forte do que pareço.
- Ah, por favor!
- Não, sério. Pare.
- Tudo bem! Deixe te fazer uma pergunta importante então… Qual o tamanho do seu bojo?
-(sorrisão amarelo) Isso não é da sua conta.
- Opa! Acho que o que ela quis dizer é C (pra quem não sabe, o tamanho do sutiã nos EUA é medido por letras – pelo menos acho que é isso! haha)
- Na verdade eu nem tenho peitos, o que você vê é toda a gordura da barriga puxada para cima e presa com essa roupa. É bem desconfortável e eu nem sei por que faço isso.
-(para os homens dali) Ah, vamos lá, o que vocês acham? Bojo C? (algumas mulheres começam a gritar outros tamanhos e Mandy resolve que é a situação perfeita para falar algo importante pro todas as mulheres cosplayers)
- Isto não é uma entrevista, isto é humilhante. Deu. (e foi embora)
-(surpreso) Ah, é tudo brincadeira!
- Ser humilhada é brincadeira? Foi não-profissional e espero que não seja seu emprego, porque você é péssimo em fazer entrevistas.

Olha um pedacinho da roupa dela:

A história da Mandy, que ela contou em seu Tumblr, começou a ser replicada em vários sites por aí e chegou ao nosso alcance pra ser a DISCUSSÃO DA SEMANA! Hahaha

Ela começa o relato lembrando que a maioria das super-heroínas (e vilãs) usam roupas sensuais demais e, bom, se você vai fazer um cosplay, você vai ter que vestir isso. Me lembrou aquela postagem do Women In Refrigerators, sobre machismo nas HQs. Essa discussão, pra quem quiser, está aqui.

Se vestir como uma personagem em um evento desses, que é algo que deveria ser divertido para todo mundo, se torna uma encheção de saco enorme. Como disse, eu não sou cosplayer, mas imagino o quanto deve ser desagradável esse tipo de comentários, depois de tanta dedicação para fazer a roupa ficar legal e até os gestos parecidos. É como se, no fim, todo o esforço se resumisse em “tô assim pra você me achar gostosa”, o que automaticamente leva àquele pensamento babaca de “mas se ela se vestiu assim, já sabia que todo mundo iria mexer com ela”. Como se fosse refém do medo do que os outros vão falar, quando o certo seria poder encarnar um personagem só pela diversão, sem que ninguém fosse babaca com ela.

Toda mulher já passou por isso, né? É aquela coisa de “não vou sair de short hoje, apesar de estar calor, porque alguém vai buzinar pra mim”. Já ouvi mulher dizendo que isso eleva a auto-estima delas, mas, GENTE, NÃO. PAREM COM ISSO. Vamos combinar que, se você precisa de um estranho olhando pra sua bunda pra se sentir bem, você está com problemas.

Voltando à história da Mandy, eu achava que esse tipo de assédio fosse bem mais comum. Mas ela diz que foi a primeira vez que aconteceu com ela algo do tipo – e, vamos combinar, não passa nem perto do tipo de coisa que eu já ouvi meninas relatando por aqui. No fim, a coisa toda se resume a todo mundo se divertir sem desrespeitar ninguém! Afinal, a mulher que faz cosplay não é um display (han han) pra você fazer a pose que quiser. E você fica bem babaca fingindo que está babando nos peitos de alguém que nem conhece…

Meninas, já passaram por algo parecido com o que a Mandy falou?  Como vocês reagem a isso? Contem suas experiências!

Quem escreve? Giovana


Giovana vê referências nerds onde não tem, crê que dor de cabeça é gene X se manifestando e acha que De Volta Para o Futuro > Star Wars. Pretende ser Embaixadora da Terra para Assuntos Externos e ainda quer casar com o Zachary Quinto apesar dele ser gay (afinal, é mandingueira e traz a pessoa amada de volta em 3 dias).

comentário(s)

  1. Kathe disse:

    Concordo….faço cosplay a bstante tempo e alguns deles incluem shortinhos ou tops…por exemplo Yuna de FF…ela usa um shortinho….ou de blood elf do WOW a do cinematics usa um top…masss como meu marido vai comigo sempre aos eventos ( ele nao faz cosplay) essas piadinhas raramente acontecem,mas conheço muitas meninas que passaram por isso…..

  2. Nay-chan disse:

    Entao, eu nao tenho muita experiencia em cosplay, mas eu ja fiz cosplay, que foi meu primeiro e unico ate agora e eu mandei fazer a saia que ficou um pouco curta, eu usei porque gastei caro e a loja nao quis refazer, devo dizer que nada me aconteceu.

    Chama atençao? Chama, mas comigo nao houve nada muito assim, claro ja ouvi uns comentarios de pedreiro no meio do evento por isso mas nada assim, inclusive me respeitaram bastante, um povo que tambem fez cosplay do anime e tals, mas eu sei que esse tipo de coisa acontece e muito.

    Aqui em brasilia,nao sei como é em outros lugares, tem muita gente que nao conhece nada do tema e so vai pra evento p pegar menina, entao tem muita menina, umas que fazem o cosplay assim so pra chamar atençao, como disseram, outras por gostarem mesmo da personagem, nao importa qual delas, em muitos topicos (comentavam mais no orkut) tem sempre MUITA reclamaçao de desrespeito com cosplay inclusive por parte de staffs e devo dizer
    isso nao é culpa da menina por usar o cosplay da personagem que ela gosta, tem roupa que e adaptavel? tem, mas tem roupa que nao tem como fugir do decote porque estragaria tudo e mesmo que ela esteja com um decote enorme, com um cosplay ero, um cosplay mais ousada, nao importa, a menina deveria ser respeitada. Isso inclusive na rua, eu mesma nao uso short porque parece que é um convite pra grosseria, mas como esse nao é o assunto vou me restringir ao aspecto evento de anime/hq onde em teoria as pessoas deveriam ser mais respeitadas porque o povo que convive com esse meio, que vai nesses eventos, ele sabe os generos, ele conhece as personagens e deveria respeitar e tambem nao é questao de ser fresca, mas serio… Uma coisa é ser chamada de gostosa, outra coisa é o que fizeram por exemplo com a Mandy e o que fazem com varias outras cosplayers.

  3. Ao que me parece, 99,9999% das personagens femininas usam roupas sexys, e, me desculpem, mas pra mim é inevitável não reparar em uma mulher com um corpo bonito principalmente com uma roupa que valoriza ressalta o corpo feminino. Mas isso não é motivo para ser babaca e numa entrevista ficar preocupado com qual o número do sutiã da mulher, no máximo um ‘parabéns’ =P

    • Renata disse:

      Uma diferença é reparar uma mulher de corpo bonito, outra é tratar a mulher como se fosse um pedaço de carne no meio de abutres. Infelizmente é o que acontece em todo lugar

  4. Sputnik disse:

    MA-MI-LOS! Sei não, existem outras personagens bem menos apelativas ao sexy appeal que cairiam super bem em qualquer cosplayer. Ela escolheu uma personagem que usa e abusa dessa característica (digamos assim) e deveria ter em mente os assédios nerds que inevitavelmente viriam a acontecer. Não digo que isso seja normal, claro que não, mas acho que quem quer ser respeitado deve se respeitar primeiramente. Sua atitude foi legal sim, apoio, o “entrevistador” deveria ter elaborado perguntas melhores. O que ele fez foi sim um ato extremo de falta de profissionalismo. É um assunto polêmico, mamiludo, mas acho que ela queria mesmo era aparecer. Fazer a coisa certa pelos motivos errados, pra mim, é fazer a coisa errada. Só digo que isso vai dar muito pano pra manga daqui pra frente xP

    • bea disse:

      E dai se a menina quer aparecer? E usar certas coisas não significa não se dar o respeito, e acima disso eu não preciso “me dar respeito” para ser respeitada. Assédio moral e sexual são crimes e partem do mesmo principio de “não se dar o respeito”. Enquanto seus valores são torpes, errado é um cara que desrespeita a moça mesmo ela pedindo para parar.

  5. xxx disse:

    tem muito preconceito…e críticas inconstrutivas que, às vezes, não acrescentam

  6. Lila disse:

    Olha, eu só acho seguinte, como não tem como diferenciar se ela fez “so pra chamar atenção”, ou fez porque gostava da personagem (só entrando na mente dela pra saber) ia ser muito legal o pessoal parar de agir feito um bando de merda em cima dela e das outras cosplayers no evento. E na rua também.

  7. Helloise disse:

    Não vou questionar se ela fez pra aparecer ou não, porque isso só ela sabe. Mas isso não acontece só com cosplay sensual… Acontece em qualquer situação em que a mulher esteja usando roupas curtas e/ou sensuais. Ela não é criança e com certeza já levou alguma cantada meio desrespeitosa por estar usando algo assim (quem nunca?). Portanto, ela sabia que ia sofrer assédio. É chato e babaca? É! Mas se ela pensava que não ia passar por algo do tipo foi tão babaca quanto o entrevistador. Infelizmente o mundo é assim e NÃO VAI MUDAR porque ela usa roupas desse tipo pra dar lição de moral depois. O que não falta no mundo é personagem. Fez esse porque quis. Pra mim é hipocrisia vir reclamar depois…

  8. Bia disse:

    1-muito legal o cosplay dela *-*
    2-tarados, tarados everywhere
    3-concordo, tem gente q acha q toda menina q usa shortinho é piriguete e tal… eu só uso shortinho, por causa do calor e pq eu acho mais confortável do q calças apertadas, e odeio piriguetes U.U

  9. Gê Tavares disse:

    É incrível como os homens são tão fdps! sempre tratando as mulheres com machismo. a mulher foi lá para se divertir,fazer cosplay,não dá uma de vadia!

  10. isa disse:

    realmente,esse assunto é bem complicado.Claro,tem aquelas garotas que usam isso só pra “olhem pra mim” (e essas de eventos q fazem isso se encaixam no termo “pirinerd”).Mas eu tenho dó das garotas q vão mesmo pra se divertir,sem malícia e passam por essa situação :/
    Eu mesma,queria fazer cosplay da Ravena dos Titãs,mas sei lá,com aquela roupa que mostra a perna inteira,nem dá coragem…. :/

  11. Nana disse:

    Na minha humilde opinião:

    Dane-se se a intenção de uma cosplayer é se vestir do personagem que curte, chamar a atenção de machos, fêmeas ou cabritos do evento. A roupa que ela usa não dá DIREITO ALGUM a outras pessoas sobre o corpo dela. Ela tem TODO O DIREITO de se sentir ofendida com a desvalorização do trabalho dela e a supervalorização do seu corpo, independentemente da roupa que estava usando. E eu simplesmente NÃO ACEITO o argumento de que “se ela se vestiu assim deveria estar preparada pra isso, mereceu”. A sociedade machista escrota em que vivemos explica as reações, mas de jeito nenhum as torna ACEITÁVEIS.

  12. Lali Lee disse:

    Minha irmã tbm sofreu quando fez cosplay de Nana Osaki. Estávamos caminhando até o local do evento e vários caras falaram besteira. E esse cosplay nem mostra mta coisa, foi só a meia arrastão!Será que eles não se ligam que isso fica ridículo pra eles? òÓ
    Qdo um cara anda sem camisa na rua, quantas mulheres mexem com ele?

  13. Luana disse:

    Realmente é inevitável reparar quando uma mulher se veste com um cosplay maravilhoso, mas também esses caras exageraram demais.
    Porra, mas ela ficou muito perfeita nessa roupa. Idêntica!

  14. Vick disse:

    É triste ler certas justificativas pra certos tipos de comportamento. O cara dizer que é inevitável reparar em uma mulher vestida de tal forma e que o “entrevistador babaca” deveria ter dito um “parabéns”… tenha dó! Mulheres também reparam em homens bonitos, nem por isso saem por aí soltando comentários ofensivos (mesmo que para alguns não pareça). O “parabéns” que o rapaz sugeriu não seria em relação ao trabalho que a garota teve pra compor a personagem, sendo assim, na minha opinião, não passaria de machismo velado. Mas o pior não é isso, e sim o fato de que tem guria que acha esse tipo de coisa legal, normal, bacana… Lamentável.

  15. Thais disse:

    Os homens reparam nas garotas que estão usando shortinho, decote, saia curta, cosplay, burca, etc? Claro que sim. Mas precisa abrir a boca? É claro que precisa, eles não conseguem segurar os cometários desnecessários. A culpa não foi da Mandy, foi do babaca taradão que foi mexer com ela. Quer olhar? Pode olhar, mas fica na sua. Mulher tem o DIREITO de usar o que quiser sem ser incomodada. Os homens é que se coloquem no lugar deles e se comportem. Mesmo que seja um cosplay sexy, não justifica. NADA justifica. Se não consegue ir nos eventos sem incomodar as cosplayers, fica em casa ù.ú

Comente este post