Um clássico dos games, um marco na história da indústria de jogos e até hoje presente no universo de muita gente: o Pac-Man (vulgo “come-come”) vem conquistando corações há 32 anos e até hoje ganha novos fãs com seu estilo único.
O que poucas pessoas sabem é o que há por trás da criação desse jogo.
Pac-Man (conhecido em japonês com o nome de Pakkuman) é um game criado por Toru Iwatani para a empresa Namco, onde o personagem principal do jogo já decorou caixas de cereais, foi a estrela de um programa de desenho animado no sábado de manhã e se tornou ícone dos games clássicos.
Mas durante uma conferência em São Franscisco, o pai do Pac-Man (Toru Iwatani) revelou alguns segredos até então desconhecidos por muitos fãs.

O objetivo do jogo era atrair meninas.
Dá pra acreditar? No final dos anos 70, a maioria dos jogadores eram do sexo masculino, e nosso querido Toru Iwatani quis mudar isso, englobando outro estilo de gamers para o seu jogo. Com isso, veio a ideia de criar Pac-Man, um game que agradasse mulheres e famílias. “Naquela época, não havia jogos em casa. As pessoas tinham que ir para lojas de arcade para jogar. Esse tipo de local se tornou um playground para os meninos. E nós queríamos incluir jogadoras, assim esses lugares se tornariam mais limpos e brilhantes”, conta Iwatani. (como não amar? <3)

Um clássico que foi pensado para meninas <333

Cada fantasma tinha características específicas
A maioria dos jogadores do game acredita que os quatro fantasmas estão perseguindo o Pac-Man, mas nada é ao acaso. Iwatani explica que cada um dos “vilões” do jogo foi programado com características específicas.
Blinky, o fantasma vermelho, tem como função perseguir obstinadamente você durante todo o jogo, enquanto Pinky (o fantasma rosa), se posiciona em um ponto que é 32 pixels a frente da boca de Pac-Man. Já o fantasma azul, Inky, tenta posicionar-se em um local semelhante. E por fim, Clyde, o fantasma laranja, move-se completamente ao acaso. Mas como o Pac-Man está sempre em movimento, o jogador tem a sensação de ser encurralado pelos fantasmas a todo tempo.

Sim, eles tem nomes.

Um jogo inspirado em comida
O Pac-Man teria sido inspirado por uma pizza faltando um pedaço? A verdade é que o jogo todo foi inspirado em sobremesas e comidas. “Pensei em algo que poderia atrair as meninas, e sabia que elas gostavam de sobremesas. Assim, o verbo ‘comer’ me deu uma dica para criar este jogo”, diz Iwatani. Em japonês, o nome “puck puck” é semelhante para o inglês dizendo “munch munch”, que simboliza o barulho de uma boca abrindo e fechando, exatamente quando estamos comendo algo.

Pac Man: vejo comida onde não tem.

A peça que faltava
Pac-Man foi projetado para ser o mais simples possível, para atrair um público amplo. E com os limites da tecnologia em 1980, essa tarefa ficou um pouco mais fácil de ser alcançada. Iwatani diz que ele está feliz com isso atualmente, mas que na época, havia mais uma coisa que ele queria acrescentar ao jogo.
“Eu queria ter um abrigo que iria se mover para cima e para baixo”, diz ele. Mas como sabemos, isso não foi possível e a galera tinha que se virar pra se manter vivo no game.

DORGAAAAAAS

Os fantasmas quase foram de uma cor só
É difícil imaginar Pac-Man sem os fantasmas coloridos, mas quando o jogo estava sendo desenvolvido o presidente da Namco ordenou que Iwatani fizesse os fantasmas de uma única cor (vermelho, para ser mais preciso), já que ele acreditava que os jogadores ficariam confusos com várias cores de fantasmas, e que talvez, achassem que algum deles fosse aliado do Pac-Man.
Mas Iwatani recusou a ordem e em questionários enviados aos testadores do jogo, perguntou se eles preferiam um fantasma de uma única cor ou quatro coloridos. E nem um dos testadores escolheu a opção de cor única, convencendo o presidente da empresa a aceitar essa opção.

Garotas Geeks também é cultura (in)útil! (:
E pra quem quiser matar a saudade, o Google continua com o seu Doodle ativo até hoje pra você matar o tempo no trabalho jogar o quanto quiser clicando aqui. ;D

Quem escreve? Tammy


Jornalista com PhD em bacon, fundadora do Garotas Geeks e especialista em tecnologia. Tamirys é a encarnação humana do Snorlax, desbravadora de indie games, faz cospobre de Pikachu nas horas vagas e é a doppelgänger paulista da Luiza.

Comentários

  1. Anilorac All disse:

    F*ck-Man…
    Amo esse game :/

  2. [...] Selecionar e criar listas de destaques de um determinado assunto. Uma seleção de “os 10 melhores” ou “5 curiosidades” de algum assunto pode ser uma boa ideia para alcançar novos públicos. Um exemplo. [...]

  3. Dora disse:

    Adorei a matéria, sou viciada neste joguinho.

  4. digo_cury disse:

    Tammy,

    Ótimo post, foi super legal essas descobertas, continue realizando esse ótimo trabalho, você e a Mamute são superrr, superrr, superrr!!!

  5. Caraaa,Iwatani foi genial!
    Um simples jogo com tanta história por trás…
    UHaush é o Por isso que amo tanto Pac-man *0* kk

  6. Tais disse:

    Outra coisa que li uma vez recentemente é que originalmente o nome do jogo era “puck-kman”, mas mudaram pra “pack-kman” porque temiam que alguém fizesse pichação nos arcades, deixando o título como “fuck man”, HAHAHA

  7. Júlia disse:

    A estratégia dele funcinou, eu adoro Pac Man. E nunca ganhei hahaha

  8. Rafa disse:

    muito legal seu blog

    1. Rafa disse:

      na verdade queria falar que o texto é muito divertido! eu sempre busco um padrão para tudo incluindo o pacman haha. mas ninguém nunca me deu atenção sobre o assunto rs
      Vcs estão de parabéns