Na 2ª feira, contei como foi minha primeira experiência com LoL, que, como vocês viram, foi bastante complicada e cheia de dificuldades. Mas fiquei muito feliz com a grande quantidade comentários de apoio, de pessoas me motivando, falando que é normal, e que também passaram, ou ainda passam por isso, mas que eu vou superar todos esses problemas (parece mensagem dos Alcoólicos Anônimos). Alguns até deram dicas bastante válidas que eu comecei a usar!

Em quase tudo na vida, quando tentamos algo diferente pela primeira vez, percebemos quase sempre que não é tão fácil quanto parece. E quando não desistimos e continuamos tentando, vamos vendo que aquelas primeiras dificuldades são besteira… perto do tanto de coisa que a gente ainda tem que aprender. E assim foi minha segunda experiência com League of Legends.

Dia 2: Desespero aprimorado

Com a empolgação do primeiro dia, até o Mateus (irmão do meu marido, Felipe) veio domingo a noite em casa para a gente formar uma lanzinha para jogar LoL. Bom, eles formaram uma Lan na sala. Como eu pretendia jogar pouco, porque já era tarde, fiquei com preguiça de desmontar o PC e fiquei no escritório mesmo. Assim, todos os nossos diálogos foram aos berros. Quem não deve ter gostado muito foi a vizinha (mas bem feito, quem manda ouvir músicas de Glória a Deus todo santo dia no volume máximo, inclusive sábado de manhã!!1!onze). Intrigas a parte, vamos aos fatos.

Quando íamos começar a jogar, falei que ia de Vayne, porque tinha me dado melhor com ela no dia anterior, como contei no outro post. Mas o Mateus falou que era melhor jogar com outro, já que ela ia sair dos gratuitos logo, e por ser muito cara, eu não ia conseguir comprá-la e ia ficar na mão. Por isso comecei a jogar com a Ashe, que eu tinha adquirido pela fan page oficial do Brasil de League of Legends no facebook:

Gostei dela também. Achei mais fácil de jogar (veja, eu disse mais fácil, não significa que eu consegui fazer grandes feitos). E com o site que meu marido me indicou, o Mobafire, consegui construir uma build legalzinha pra ela. Quem é novato ou nunca jogou, talvez não conheça o site, mas ele é ótimo para conhecer os personagens. Você pode escolher um herói, aí vai aparecer várias páginas que os fãs fizeram. Lá eles colocam uma sugestão de build, os prós e os contras dos campeões, entre várias outras informações. Eu entrei nas que tinham a votação mais alta da Ashe e ajudou bastante. Se quiser ver uma delas é só clicar AQUI. O único “porém” é que o site é em inglês, mas é bem compreensível mesmo para quem não fala muito bem.

Dica: como ganhar a Ashe

Com certeza os jogadores mais antigos já devem saber, mas quem está começando agora talvez não saiba. Para obter de graça a arqueira de gelo de LoL é bem simples:

1) Curta a página do League of Legends Brasil no Facebook.
2) Acesse a área para resgatar sua skin.
3) Insira seu nome de Invocador e seu e-mail. Clique em resgatar.
4) Após isso um código será gerado para você.
5) Entre no jogo e acesse a loja.
6) Entre na aba Códigos. Copie seu código e cole na área correta.

Além de ganhar a Ashe, você também ganha a skin (é tipo uma roupa alternativa) da Ashe Britânia:

Nesse dia, como eu falei, joguei pouco e contra bot só. Mas no dia seguinte, na segunda-feira, me arrisquei novamente no ~temível~ PvP.

Dia 3: Ainda só tentando

Antes de me atirar direto no PvP porque eu ainda sou cagona, joguei uma partidinha light contra bots para relembrar como a Ashe funcionava. Uma vitória tranquila. Consegui 17 kills, 15 assistências e só morri 8 vezes. Pensei “puxa, agora estou começando a mandar bem de verdade nisso aqui, achei o meu herói”. Depois dessa falei que estava pronta para jogar o PvP de novo.

Meu 2º PvP
Não foi uma tragédia, como o primeiro. Foi uma tragedinha. Nessa consegui fazer algumas kills pelo menos, mesmo que só tenham sido 3 (é melhor do que 0 né) e ainda dei 7 assistências. Mas morri 9 vezes, a maior banana madura do time *vergonha*. Mas mesmo com as kills, não comemoro muito, notei que o time adversário era bem inferior ao primeiro que eu joguei. Mesmo assim, nós perdemos. Fazer o que né.

Mas como nem tudo são espinhos, consegui algumas pequenas vitórias.

A emoção de me agradecerem pela primeira vez

Um dos caras do meu time estava sendo perseguido por três adversários e tava com um peidinho de vida só. Cheguei com minha super Rajada (o poder “W” da Ashe) e deixei os três lentos, meu parceiro chegou são e salvo na torre… e eu também!! Ele me agradeceu ainda, foi muito bonito (eu não vi o agradecimento, mas o Felipe me contou). Foi uma emoção muito grande gente, vocês nem imaginam. Me senti uma heroína de verdade. Depois dessa eu entendi o enorme apelo emocional do jogo. Para mim, aquilo serviu como uma vitória. Fui dormir com essa derrota que, no entanto, tinha um saborzinho de uma grande conquista.

Mas como eu falei logo no começo, nesses dois dias notei mais algumas dificuldades além das que eu já citei no outro post: cliques de botão direito x esquerdo, me achar na batalha e desbloquear a tela (continuo jogando com ela bloqueada com algumas tentativas falhas de soltá-la, mas não vou desistir). Outros grandes problemas que eu senti domingo e segunda são:

1) As teclas de atalho: Nos momentos de pânico ainda dou uma de louca apertando todos os botões ao mesmo tempo porque, na hora do nervoso, não consigo lembrar o que faz o que. Ainda que lá pelo 3º dia já consegui raciocinar um pouquinho melhor. O problema disso é que durante os segundos que eu fico pensando o que eu vou fazer, ou tentando mirar a ult da Ashe (que é uma flechona que pode cruzar o mapa inteiro) meu time inteiro já morreu e já tá todo mundo puto comigo ¯\_(?)_/¯

2) Dar last hit…. nos minions: Eu sei que muita gente se frustra em não conseguir dar o último golpe nos campeões. Eu ainda me frusto em não conseguir dar o último golpe nos minions. Eu juro que tento calcular pra dar só a última porrada, mas é tarde demais e ele já morre ou eu desencano e tento matar o bichinho desde o começo, mas um outro minion FDP acaba dando o último golpe e tornando inútil todo o meu trabalho. Aí quando vou ver no final, estão todos ricos porque já mataram 80 deles, e eu matei 20.

3) Lag, o maldito: sim, como muitos eu também sofro com o lag. E o pior, às vezes nem é a conexão em si, mas meu PC está com algum pau doido (que não deveria estar, porque é relativamente novo e as peças deveriam ser boas) e a tela fica congelando, e quando eu vejo, o adversário já está num lugar totalmente diferente do que estava 1 segundo antes. Infelizmente, quanto a isso não tem muito o que eu possa fazer.

4) Ler os comentários do time: não sei o que acontece com o meu cérebro, mas ele tem uma incapacidade muito grande de jogar e ler o que as pessoas escreverem. E não é algo to tipo “ah, vi que falaram alguma coisa mas não consigo mudar o foco”, mas é que eu realmente não enxergo que escreveram alguma coisa. Eu só não fico tão perdida porque meu marido vai me avisando quando falaram alguma coisa, porque se depender de mim, eu ia boiar o jogo inteiro. A parte boa é que fui xingada e nem vi :D

De novo o post ficou muito maior do que eu esperava, então depois eu conto qual campeão é o meu grande objetivo para comprar, mais algumas dicas e outras cositas mas. Tchau.

Quem escreve? Marina


Jornalista, escritora e invocadora nas horas vagas.

Categorias: Destaques, Games, Manchetes, Reviews

comentário(s)

  1. Heglaé disse:

    A minha personagem preferida é a Lux, ela é uma maga de suporte e tem umas habilidades que ajudam e muito o time. A primeira habilidade dela prega o inimigo do chão e tira um pouquinho de dano, que é perfeito pro seu time fazer montinho no inimigo ou vc fugir ensandecida enquanto o cara tá pregado no chão. O ult dela é poderosíssimo e de longo alcance (não tanto qto da Ashe), mas qdo tá aquela muvuca de inimigo quase morrendo, tu dá o ult da Lux e morre todo mundo. Consegui um Triple Kill assim. =)

    • darksampa disse:

      Lux requer muita “maldade de jogo”, acho melhor não sair com ela ainda.
      TOdos os ataques dela dependem de saber onde o inimigo vai estar

      • Overdrive disse:

        Lux não é tão recomendada assim. Se alguém tivesse perguntado alguma coisa eu ia sugerir a Katarina. Ela não usa mana, tem cooldown curto, não exige tanta habilidade pra jogar e mata tudo, deixando a experiencia de jogo pros novatos mais motivadora.
        São 3150 IP mas que recompensam bastante o investimento.

      • Heglaé disse:

        Admito que morri mto no começo com ela, mas peguei o jeito. O chato que acho a Lux perfeita pra ir junto com alguém. Mas sempre me botam pra ir no mid sozinha. Aí qdo no Mid tá algum personagem mais rápido ou mais forte, eu me ferro.
        Tô juntando dindin pra comprar a Caitlyin ou a Miss Fortune, adoro personagens com tiro a longa distância.

  2. punho negro disse:

    Jogar lol requer um pouco de paciencia para aprender os termos e a dinamica do game, mas depois é tranquilo, como havia dito no post anterior, junte uma graninha jogando de ashe e depois tente começar a jogar com o teemo. ele vai te ajudar a ganhar mais experiencia de jogo, pois ele pode se esconder(ficar invisivel) e voce pode ajudar o time colocando cogumelos venenosos pelo mapa, vai te dar uma visão de jogo mais rapido. De inicio comece jogando com os tanquers pois tem mais HP e voce pode ajudar os parceiros ao inves de tentar sair sozinha no tapa com outros personagens mais experientes, nao desista. Todas essa dificuldades todos passamos, pior foi no inicio do game quando so existia o servidor americano. Hoje é so alegria por ter um servidor nativo.
    Abraço e bom game. depois me add que podemos ajudar.

    Punho Negro

  3. Bruno Gracco ( Zomarok ) disse:

    Muito bom , Já passei muito por isso botão x botão, tela desbloqueada, mais como já tinha pouca experiência do “DOTA” não foi tão complicado me adaptar, aprendi a melhor lição da pior forma, calma e raciocínio lógico é o essencial, já fiz tanta besteira e tanta “cagada” por estar desesperado na hora que um Hero vinha correndo em minha direção ou quando acontecia as famosas Team Fight ( quando os 5 Heros de ambos times batalham em uma mesma lane (nome dado as estradinhas onde passam os minions) ao mesmo tempo ) que tive que ensinar ao meu cérebro à força a ter calma nestas horas. Mais o seu progresso e esforço são notáveis Continue assim, e espero seu post comentando como você se sentiu apos dar seu primeiro , Double, Triple, Quadra ou até mesmo seu primeiro Penta-Kill.

  4. Caio Victor disse:

    to começando agora também, fiz duas semanas hj, ainda tenho um pouco de dificuldade, mais fui aprendendo a jogar com diferentes heroes, e gostei muito do jax, ele bate muito, tanto na lane quanto na jungle e nao e um hero tao dificil quanto parece, fiz meu primeiro quadrakill com ele hj =]

  5. PG disse:

    Pow legal sua experiência eu joguei dota por uns 4 anos , tou jogando dota2 desde março e fui começar no LOL a pouco tempo , lógico que minha experiencia não é nada parecida com a sua por que eu já sou mt familiarizado com o estilo de jogo , mas no quesito surpresa é bem parecido pois não conheço os champions e oq eles fazem mas sempre que eu jogo eu vejo o perfil deles pra saber o que o champion que eu escolhi e os free da semana fazem.
    E é normal se irritar por não dar o Last Hit , mas o ideal é não ficar atacando direto pra evitar que sua lane fique avançada(mais perto da torre inimiga) e com você longe de sua torre pode ser 1 alvo fácil para gankes (ataque surpresa de inimigos)
    Ah , nem se preocupa em ler os comentários ,na maioria das veses são só agressões gratuitas , com o tempo você começa a administrar a tela melhor e ter noção do jogo inclusive pelo minimapa.
    É super normal ficar um pouco perdida e não saber as teclas de atalho quando começa a ficar nervosa , só tentar o máximo deixar toda essa histeria da galera que ta levando a serio demais e se concentrar no jogo (até pq o jogo “ainda” não é tão importante pra você quanto é para as pessoas que jogam contigo).

    PS: Se eu fosse me stressar com todos que estão aprendendo eu teria um problema cardíaco serio , inclusive estou ensinando um amigo no dota2 de boa ,e vejo tudo isso que vc falou nele. xD

  6. JadyC disse:

    Faz um gameplay por favoooor s2s2

  7. Eduardo disse:

    só um comentário, o ideal mesmo pra ser jogar lol séria de premade, mas não tendo essa possibilidade é uma habilidade e tanto q vc consegue com o tempo de conseguir jogar praticamente sem falar, pq na hora do vamo ver vc não tem como parar pra digitar, então pra isso q existem os dois tipos de ping, o ping normal pra chamar atenção e normalmente mandando ir para um determinado lugar e o segunda q chama atenção e manda vc se afastar de um determinando lugar, eu ja joguei mto de premade, mas tbm ja joguei mto no aleatório, então conseguir jogar lendo simplesmente os sinais do ping é mto importante e se aprender com o tempo..

  8. Diná disse:

    Estou passando pela mesma coisa, ontem foi a quarta vez que joguei, ee segunda Onn, meu namorado queria que eu comecasse ee eu toh adorando…

    Sobre andar e soltar a magia nao tive muito problema ee nem com a tela desbloqueada, um amigo meu ate bloqueo achando que era mais facil ee eu particularmente odieei.. =/

    fico perdida com os ataques (Q,W e R, ainda fico desesperada e apertanto tuda na Team Fight (mas jah toh comecando a identificar melhor). Rss;

    e muito mais perdida ainda para me localizar na tela na Team Fight, ou mesmo quando ha muito hero em combate, ee eh ai que eu peco e saio apertanto tudo..

    Infelizmente no Pvp, comecei com duas derrotas, no primeiro ate foi um pouco culpa minha, mas no segunda ajudei pra caramba…

    Jogo no Top, com Garen.. ele tem Hp ee eh muito bom tankar com ele!

    Vamos lah Guerreira…
    Dizem que nos mulheres temos a coordenacao motora pior que a deles, mas vamos mostrar que eh soh questao de tempo!! =)

    Bons Jogos!!

Comente este post